Monday, 11 July 2016

Comer, orar e amar à moda do Porto / Eat, pray, love. Porto style


"Hoje sei que foi o melhor que me aconteceu e que nada acontece por acaso :) Respira fundo e força para tudo o que tens que fazer! ❤️"


A Mariana do blogue Chá e Girassóis tem jeito com as palavras e conselhos. No último post deixou-me essas palavras. Quando as li não quis acreditar, não estava esperançosa pelas aventuras que ia deixar por viver na Holanda em troca de mais uns meses em Portugal. Não acreditava que "nada acontece por acaso", até hoje. O meu cepticismo tem sido confrontado com uma série de eventos que me levam a duvidar e ponderar sobre alguma relação existente entre os mil e um momentos da nossa vida.
Dizer adeus a Erasmus (pelo menos por agora) abriu-me uma oportunidade de trabalho académico.
As poupanças financeiras para a Holanda vão ser usadas inesperadamente em duas inesquecíveis semanas de interrail (Alemanha, Holanda, Croácia, República Checa, Itália - aceitam-se sugestões do que visitar).
Perder uma oportunidade de voluntariado no estrangeiro foi recompensada por bilhetes gratuitos para um festival de música e tempo para matar saudades de um grande amigo.
Estar no local certo há hora certa trouxe-me mais uma daquelas amizades instantâneas e inesperadas.
Têm sido umas semanas cheias de altos e baixos, desilusão e entusiasmo, esperança e decepção, frustração e alegria. Nos últimos dias, muita felicidade, sonhos e espontaneidade. É estranho como por vezes parece que está tudo traçado. 

Talvez se estejam a questionar como fui parar ao Porto? Fácil. Uma compra no Olx levou-me à cidade adversária da capital, de gente amigável, de boa comida, de vistas de cortar a respiração e de reencontrar amigos que vemos um par de vezes num mês. A cidade para recuperar energias, apaixonarmo-nos por cantos vegetarianos e, em vez de orar, passear pelas feiras tradicionais e lojas que guardam relíquias em 2ª mão. Foi o meu "Eat, pray, love" de dez horas, à moda do norte. Saí de lá renovada e focada. "Respira fundo e força para tudo o que tens que fazer!" e não vale a pena prever o futuro, o inesperado aparece mal se faz o primeiro plano. 
......................................................................................................

A lot of things that I'd planned for the next months didn't worked out the way I wanted. Reality really hit me and it wasn't in a good way. Feeling frustrated and extremely hopeless I decided to take time for myself. What should you do when you're having the blues? Catch a bus or a train to a place where no one knows you and recharge your energy. Sometimes life might show you that things aren't always supposed to work out the way you plan. Don't stress and remember: everytime a door closes another opens.  
























4 comments:

  1. Estou tão feliz por ti!!! :)
    Mil xi-corações para esse lado e que tudo te corra sempre assim: pelo melhor*

    ♥♥♥

    ReplyDelete
    Replies
    1. Dois mil para esse lado! <3 Obrigada fofinha!*

      Delete
  2. É bom ver o lado positivo das coisas, porque ele existe sempre. E é bom pensar que precisamente por teres 'perdido' uma oportunidade boa não perdeste outras que te escapariam se tivesses tido a primeira :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Sem dúvida! E se não existir no momento acaba por aparecer :)
      É mesmo, "nada se perde, nada se ganha, tudo se transforma". Vão umas oportunidades, chegam outras... É preciso é não desanimar :D
      beijinho*

      Delete