Wednesday, 27 September 2017

Ideias para refeições à última da hora / Last minute meals

Refeições à pressa são algo em que me considero uma pro. Abro o frigorífico, analizo cuidadosamente as minhas opções, começo a criar rápidas combinações mentalmente e em 15 ou 10 minutos et voilá! Uma refeição pronta. Começa no pequeno almoço com a aveia "adormecida" ou no microondas, e vai até ao jantar com a abóbora grelhada acompanhada de abacate e grão de bico. Aqui ficam algumas das minhas combinações preferidas que não nos obrigam a perder muito tempo entre tachos e panelas.

Um xi-💛

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Last minute meals are something I'm quite an expert at. I open the fridge, carefully analyze my options, a mix and match of food starts happening in my brain and then, in 15 or 10 minutos et voilá! A meal is ready. It starts with my overnight or microwaved oats and goes all the way to the grilled pumpkin with avocado and chickpeas for dinner. Here are some of my favorite combos that don't require much time between pans and spoons. 💛


Monday, 25 September 2017

Sabiam que Lisboa é uma das 10 cidades europeias mais "amigável" para vegans? / Did you know Lisbon is one of the top 10 most vegan friendly european cities?


"Então e a proteína?". Levante a mão o vegetariano que nunca ouviu esta pergunta. Nenhuma mão se levanta. Um mito comum é o da proteína numa dieta vegetariana. Este será o factor que nos levará a preparar metodologicamente as nossas refeições para que não falte nenhum aminoácido. Um factor que nos irá levantar dúvidas se queremos realmente ser vegetarianos. O factor mais árduo de levar este tipo de alimentação. Será? Indubitavelmente que a resposta é não. Há refeições pensadas ao domingo que duram a semana inteira, há refeições à última da hora, e há refeições fora de casa. E a proteína não é o problema. O problema é onde ir comer fora. Que sítio tem opções livres de alimentos providos de partículas de origem animal? Aí surge o quebra-cabeças, contratempo, inconveniente, pedra na engrenagem, e maior problema de qualquer vegetariano. O factor social. Esse sim, esse é o problema. Com a proteína estamos nós bem. Com a escolha de um restaurante que agrade a herbívoros e omnívoros, aí é que estamos mal. Mas se a escolha for numa das cidades mais amigáveis para vegetarianos, o problema não existe, faz-se uma pesquisa no Happy Cow, no Zomato, ou no ancião Google, e a lista (quase) infinita de opções surge. Felizmente em Lisboa é assim.

{English below}